sábado, 1 de julho de 2017

Contas secretas de Lula e Dilma serão rastreadas pelo MPF

O Ministério Público Federal resolveu abrir uma investigação paras rastrear os 150 milhões de dólares que a JBS destinou aos ex-presidentes Lula e Dilma Rousseff, dinheiro que foi depositado em contas secretas de ambos, conforme delação de Joesley Batista (leia as duas notas a seguir).

Em seu depoimento, Joesley confirmou que pagava 6% de propina sobre o valor de todos os recursos do BNDES e dos fundos de pensão aportados em empresas do grupo J&F, dono da JBS, conta a revista Veja de hoje. Saiba mais:

Ao todo, o conglomerado recebeu mais de 9 bilhões de reais dos cofres públicos. O pixuleco, segundo o empresário, era distribuído da seguinte forma: o ex-ministro Guido Mantega reservava 4% para as contas de Lula e Dilma, o ex-tesoureiro do PT João Vaccari Neto ficava com 1% e os presidentes dos fundos de pensão abocanhavam 1%.


Joesley contou ao Ministério Público que se aproximou de Mantega por meio de um amigo em comum, o empresário Victor Sandri, em meados de 2005. Algumas das propinas pagas para Mantega foram entregues inicialmente ao empresário Sandri. Joesley começou a pegar seus empréstimos bilionários no BNDES quando Mantega assumiu a presidência da instituição. O procurador Ivan Cláudio Marx perguntou se havia contrapartidas nessas operações. Joesley foi bem claro: “Todos esses casos (empréstimos) teve”, disse o empresário. O dono da JBS, no entanto, só passaria a negociar a propina diretamente com Mantega em 2009, quando o economista comandava o Ministério da Fazenda. Joesley conta que perguntou como seriam feitos os pagamentos: “Vamos fazer assim: o dinheiro fica contigo”, pediu Mantega, conforme narrou o empresário. “Eu ficava lá como fiel depositário”, ironizou Joesley.

2 comentários:

  1. É incrivel que a dupla sinistra Lula/Dilma continue livre e solta.

    ResponderExcluir
  2. Não só lula e dilma devem ser presos, julgados e condenados, como também o pt deve ser extinto.

    Todos os partidos que não tenham e sigam um código de ética devem ser extintos.

    ResponderExcluir