domingo, 2 de julho de 2017

A lista dos 14

A Folha de S.Paulo deste domingo, listou os 14 políticos citados por Rodrigo Janot na denúncia contra Michel Temer, embora nenhum deles tenha sido denunciado:

– Eduardo Cunha, o único, entre os citados, investigado no inquérito, por suspeita de ter recebido dinheiro da JBS para ficar em silêncio, em operação supostamente avalizada por Temer;
– Geddel Vieira Lima, antigo interlocutor da JBS junto ao governo Temer, antes de Loures;
– Eliseu Padilha, idem;
– José Yunes, ex-assessor e amigo de Temer, suposto intermediário de repasses ilícitos, conforme interpretação de diálogo entre Loures e o executivo da J&F Ricardo Saud; além disso, Temer pediu, segundo Joesley, que a J&F contratasse o escritório de advocacia de Yunes para um negócio que lhe renderia R$ 50 milhões;
– Guido Mantega, ex-ministro petista que, segundo Saud, pediu que a JBS fizesse repasses não declarados a senadores do PMDB em 2014, em troca do apoio ao PT;
– Renan Calheiros, suposto beneficiário dos repasses de Mantega a senadores do PMDB;
– Eduardo Braga, idem;
– Eunício Oliveira, idem;
– Jader Barbalho, idem;
– Kátia Abreu, idem;
– Vital do Rêgo, hoje ministro do TCU, idem;
– Paulo Skaf, presidente da Fiesp, suposto beneficiário de R$ 2 milhões em doações da JBS via caixa dois em campanha, a pedido de Temer;
– Gabriel Chalita, suposto beneficiário de R$ 3 milhões em doações da JBS via caixa dois em campanha, a pedido de Temer;

– Wagner Rossi, ex-ministro, suspeito de ter recebido da JBS mesada de cerca de R$ 100 mil quando deixou a pasta da Agricultura em 2011, a pedido de Temer.

Nenhum comentário:

Postar um comentário